Núcleo de Investigação e Pesquisa em Psicanálise e Medicina

Medicina 1 not_to_be_or_not_to_be__by_shuwit-d6033bc

NÚCLEO DE INVESTIGAÇÃO E PESQUISA EM PSICANÁLISE E MEDICINA

2º semestre de 2019

 

Coordenação: Cristiane de Freitas Cunha

Local: Auditório do Ambulatório São Vicente da UFMG – Alameda Álvaro Celso, 271.

Horário: 12:00 – 13:30

 

A demanda dirigida aos médicos se modifica com o passar dos tempos. O médico continua respondendo a partir de sua posição na sociedade, mas cada vez mais deve fazer frente a exigência de participar das ofertas de tratamentos produzidos pela ciência contemporânea. Pois essa ciência se constitui a partir de mistura de saberes oriundos de várias áreas que se apropriaram da medicina e a transformaram em um direito do cidadão. De maneira simplificada a medicina se tornou agente da conjunção entre o capitalismo e a ciência, onde o mestre do saber passa a ser o protocolo de avaliação.

Foi a partir desse saber instituído como da medicina que Lacan, em seu texto “O lugar da Psicanálise na Medicina” revelou a existência de uma falha do saber científico sobre o corpo, uma falha epistêmico-somática, que aponta para a limitação do conhecimento científico para responder a demanda.

Para fazer face aos desafios na prática da medicina, o tempo é um dos instrumentos que o médico dispõe e que pouco é debatido em nosso meio. Qual o tempo para um tratamento médico, como é possível entender o uso do tempo na prática. Como recuperar um bom uso do tempo em favor da posição médica proposta por Lacan, que implica em reconhecer a demanda não é idêntica ao desejo, que pode ser o de ficar bem instalado na condição de doente.

E o que a psicanálise tem a dizer sobre isso? A pressa e o tempo lógico, tão caros à psicanálise lacaniana, podem contribuir de alguma forma para a medicina? Vamos tentar responder a essas perguntas nas atividades do Núcleo de Psicanálise e Medicina.

 

AGOSTO. 09. sexta-feira

Seminário teórico: O tempo para a Medicina

Henrique Oswaldo da Gama Torres e Délcio Fonseca

 

AGOSTO. 30. sexta-feira

Seminário Clínico Existe uma lógica para o tempo da Adolescência?

Cristiane de Freitas Cunha Grillo e Patrícia Spyer

 

SETEMBRO. 27. sexta-feira

Seminário teórico: A pressa e o tempo lógico: o tempo para a Psicanálise.

Guilherme Cunha Ribeiro e Roberto Assis Ferreira

 

OUTUBRO. 11. sexta-feira

Apresentação de pacientes

Local: Hospital das Clínicas da UFMG

Entrevistadora: Lilany Pacheco

 

OUTUBRO. 25. sexta-feira:

Seminário clínico: Discussão da Apresentação de paciente

Maria Bernadete de Carvalho e Lilany Pacheco

 

NOVEMBRO. 29. sexta-feira

Seminário teórico: O tempo, a ciência e o resto (Setor de Psicologia do HC)

Márcia de Abreu Fonseca275