Núcleo de Pesquisa em Psicose

NÚCLEO DE PESQUISA EM PSICOSE

2º semestre de 2019

 

Núcleo de Pesquisa em Psicose

O real e o inconsciente a céu aberto nas psicoses: afeto e temporalidade

Coordenação: Graciela Bessa

Coordenação adjunta: Fernando Casula

Horário: 10:00h

Local: Sede do IPSM-MG

Rua Felipe dos Santos, 588 – Belo Horizonte – MG.

 

Em 1915, em seus artigos metapsicológicos, Freud informa que no inconsciente iremos encontrar as palavras e não os afetos, a rigor não há afetos recalcados, inclusive, alerta que os afetos enganam, com exceção da angústia, uma vez que podem se ligar a outras representações diferentes daquelas que se ligaram originariamente. Isso quer dizer que os afetos não se encontram em ruptura, uma vez que eles são o que são, tanto é que Freud no início da Conferência sobre a Ansiedade afirma que não é preciso apresentar a angústia. Embora o afeto não venha do corpo, ele afeta o corpo, ele nos impele, nos mobiliza, nos impulsiona, cria urgências.

Se o afeto é o que é, o que os particulariza são os detalhes, os fragmentos, os significantes aos quais se vinculam. Isto quer dizer que o singular em cada um está no significante, que marca um sentido, aprisiona um afeto. Dito de outro modo, é a maneira como as palavras nos afetam que somos mobilizados. A experiência analítica é a demonstração do modo como nos deixamos nos afetar pelas marcas significantes, pelas inscrições dos traços mnêmicos, segundo Freud.

Essas inscrições se inscrevem na lógica atemporal do inconsciente, o inconsciente tomado pela vertente da memória. Na transferência o inconsciente está no lugar de sujeito, isso quer dizer que o próprio inconsciente é uma lacuna, no sentido de um lapso, manifestando-se sempre como aquilo que vacila, o que aparece pode desaparecer, o que se abre pode se fechar, há aí uma temporalidade, que não é determinada pelo tempo cronológico e sim pelo tempo lógico.

O nosso desafio neste semestre é pesquisar essa lógica a partir do funcionamento das psicoses em que nelas “o inconsciente se apresenta a céu aberto”.

 

 

 

AGOSTO. 9. sexta-feira

Seminário Teórico: Os afetos e a dimensão temporal do inconsciente nas psicoses

Fernando Casula

 

AGOSTO. 23. sexta-feira

Seminário Clínico: Discussão da Apresentação de Pacientes.

Atividade conjunta com o Núcleo de Psicanálise e Direito

Comentário: Ram Mandil

 

SETEMBRO. 06. sexta-feira

Seminário Teórico: Passagem ao ato e tempo

Elisa Alvarenga

 

SETEMBRO. 20. sexta-feira

Seminário Clínico

Adriana Rocha de Paiva Moura Carvalho

Comentário: Lúcia Grossi

 

OUTUBRO. 04. sexta-feira

Seminário teórico: Manejo do tempo nas crises psicóticas

Marcelo Quintão e Ana Lydia Santiago

 

OUTUBRO. 25. sexta-feira

Apresentação de Pacientes

Entrevistador: Wellerson Alkmim

Horário: 10:00H

Local: Auditório do Hospital Raul Soares

Endereço: Avenida do Contorno, n. 3017, Santa Efigênia.

 

NOVEMBRO. 01. sexta-feira

Seminário Teórico: Psicose ordinária e tempo

Helenice de Castro

NOVEMBRO. 08. sexta-feira

Seminário teórico: Inconsciente a céu aberto: que temporalidade?

Graciela Bessa