NOTA DE CONDOLENCIA DO IPSMMG E EBP-MG

NOTA DE CONDOLENCIA DO IPSMMG E EBP-MG

Com pesar, comunicamos aos colegas da nossa comunidade analítica o falecimento de Judith Miller, presidente do Campo freudiano.

Mulher inquebrantável na decisão de levar o ensino de Lacan à todo mundo, atenta aos impasses de cada época e a responsabilidade da psicanálise aí implicada.
Abriu as portas da psicanálise à cidade, à cultura, às outras disciplinas.
Foi incansável em imiscuir a Psicanálise nas questões de sociedade. E assim dirigiu o CIEN, CEREDA, TYA e a FIBOL, estabelecendo redes por todo mundo.
Sua perda nos entristece, estamos de luto, mas  firmes no desejo  de levar adiante a herança viva que ela  nos entregou.

Judith Miller nos ensinou que  um “vazio pode indicar o lugar de uma ausência vibrante, viva, como um coração que bate, pulsante”.
Sua presença, suas palavras e legado restam vivos entre nós.

A Jacques-Alain Miller, seu esposo, e a seus filhos e netos, nossos sinceros sentimentos.

Instituto de Psicanálise e Saúde Mental de Minas Gerais
Escola Brasileira de Psicanálise – Seção Minas