Núcleo de Investigação Psicanalítica nas Toxicomanias e Alcoolismo

Núcleo de Investigação Psicanalítica nas Toxicomanias e Alcoolismo

Nesse início do primeiro semestre de 2015 no NIPP-TyA começamos com o tema As imagens na clínica das toxicomanias trazendo algumas elaborações sobre a imagem na atualidade exemplificando com a miragem causada pela divergência de cor do vestido veiculado na mídia virtual (branco e dourado ou azul e preto) no final de fevereiro, destacando a rapidez com que isso veiculou assim como a visão diferente entre as pessoas para começarmos as teorizações sobre o imaginário. Ressaltamos no percurso de Lacan as elaborações sobre o real, o simbólico e o imaginário a partir das indicações de Miller (1987) do inconsciente estruturado como uma linguagem sendo uma questão central da cura analítica de como afetar o real do sintoma mediante a palavra. Depois de 1974 estamos no terceiro período do ensino de Lacan momento em que o real se converteu em categoria essencial. Conforme NITZCANER (2014) é na causalidade imaginária que se encontra a distinção entre o imaginário e o simbólico. Analisar-se supõe desprender-se de suas imagens para alcançar o dessemelhante sendo o objeto a a invenção de Lacan que faz a mediação entre o inconsciente e o gozo.

Foram citados alguns textos de Freud e de Lacan sobre o uso de drogas e destacamos a elaborações de Jésus Santiago em seu livro A droga do toxicômano onde ele assinala do valor identificatório nessa clínica na qual o sujeito se apresenta identificado a um objeto. Concluímos com a pergunta de como as instituições de tratamento, poderão extrair de cada cena na qual o sujeito se apresenta, os aspectos essenciais para uma redução do gozo mortífero ao qual ele encontra-se submetido. Continuaremos as investigações com as perguntas já suscitadas na apresentação de pacientes ocorrida no CERSAM AD do barreiro onde a identificação ao pai bêbado surgiu em mais de um momento e que Antonio Beneti irá comentar no dia 31/3.

Bibliografia

MILLER,Jacques-Alain Miller. Percurso de Lacan uma introdução. Zahar, 1987.

NITZCANER, Debora. Imaginário. In: Um real para o século XXI. Scilicet. Org.Machado, Ondina e Avelar Vera. Scriptum, Belo Horizonte, 2014.

SANTIAGO, Jésus. A droga do toxicômano. Zahar, Rio de Janeiro.