Núcleo de Investigação e Pesquisa em Psicanálise e Medicina

pedau00E7os e sombras

A imagem e o imaginário

O Núcleo de Investigação e Pesquisa em Psicanálise e Medicina retomou suas atividades na sexta-feira, 13 de março, na sala 138 da Faculdade de Medicina da UFMG. O tema da Sessão Clínica, “As imagens na clínica e nas instituições: ver, fazer, mostrar”, norteou os debates e o seminário proferido por Suzana Barroso, “A imagem e o imaginário”. Para trabalhar essa distinção fundamental, Suzana nos trouxe um caso onde a reação de uma  grávida ao encontro com a imagem de ultrassom do sexo de seu bebê trouxe repercussões importantes para essa criança e sua mãe. Suzana também trabalhou a presença do imaginário na estrutura de cada sujeito, a partir dos conceitos psicanalíticos de narcisismo e do Estágio do espelho. 

O debate foi estimulante, contou com uma audiência de mais de 50 pessoas e Suzana esclareceu, ainda um pouco mais, sobre o percurso do conceito de imaginário nas obras de Freud e Lacan. Por fim, debateu-se sobre como os profissionais de saúde lidam com o domínio das imagens na clínica contemporânea, com o destaque para a questão sobre como a ausência do corpo e da palavra do profissional de saúde, na transferência, pode gerar consequências para o sujeito e, também, de como se pode fazer para acolher sujeitos que estejam capturados no gozo e no sintoma gerados pela presença de uma imagem.

 Voltaremos a nos encontrar no dia 27 de março, quando será realizado uma Apresentação de Pacientes, conduzida por Ana Lydia Santiago. Até lá!

Guilherme Ribeiro